4 de janeiro de 2016

Qual o risco de não levar a criança ao dentista?

Pesquisa mostra que jovens de até cinco anos não vão ao odontologista na idade certa

No Brasil, metade das crianças tem cárie. Ir ao dentista é uma forma de prevenir. Foto: Erinn Simon/Reprodução

No Brasil, metade das crianças tem cárie. Ir ao dentista é uma forma de prevenir. Foto: Erinn Simon/Reprodução

 

As crianças estão expostas a muitos problemas nos dentes e na boca. No Brasil, dados do Ministério da Saúde mostram que mais de 50% das pessoas com até cinco anos têm cárie. Porém uma pesquisa publicada no periódico científico Journal Pediatrics confirma que as crianças não vão ao dentista na idade correta e não conseguem ter o diagnóstico precoce das doenças.

O estudo, realizado de 2011 a 2013 no Canadá com mais de 2.500 crianças de zero a cinco anos de idade, revela que apenas 1% dos pacientes foi ao consultório odontológico com até um ano e que menos de 2% deles visitaram o dentista pela primeira vez quando completaram dois anos de idade.

Os pesquisadores também conseguiram verificar que 24% das crianças que foram ao dentista foram diagnosticadas com pelo menos uma lesão provocada pela cárie. A pesquisa foi encabeçada por sete cientistas em uma parceria da associação canadense TARget Kids! e da Universidade de Toronto, sendo chamada, em tradução livre, de “Fatores associados a tratamentos odontológicos na infância”.

Outro dado da pesquisa analisa as crianças de famílias de baixa renda. Segundo os pesquisadores, a maior parte desses jovens tinha cárie por causa da combinação entre a alimentação rica em açúcar e a falta de acompanhamento médico. Os bebês, diz a pesquisa, usariam mamadeira por mais tempo e tomariam bebidas muito açucaradas.

Cárie e consumo de doce

O aparecimento de cárie está ligado a alimentos com açúcar. Mas não apenas isso: o problema ocorre quando o paciente não escova bem os dentes e deixa que o açúcar da comida fique na boca por muito tempo.

Na região bucal, existem bactérias que se alimentam dos restos de alimento e que liberam um tipo de ácido que corrói o esmalte do dente, deixando o osso com uma cor mais escura. Nas crianças e nos bebês, a cárie é muito comum porque, em geral, a escovação é mais descuidada. Por isso, os pais e responsáveis têm que procurar o profissional dentista para tirar as dúvidas sobre escovação.

Aqui no blog da Clínica Rideto, você pode encontrar dicas sobre escovação dos dentes e da língua.

 

 

Comentários deste post